Academia de Líderes Ubuntu: um ano repleto de impacto

Academia de Líderes Ubuntu: um ano repleto de impacto

A Academia de Líderes Ubuntu abraçou mais um ano de desafios, novos projetos e impacto. 

Em novembro, realizou-se a primeira reunião do Conselho de Diretores de Escolas Ubuntu (CDEU). Nos últimos tempos, a comunidade Ubuntu tem sido desafiada a pensar e constituir uma Escola Ubuntu, que seja reflexo desta filosofia e de um método que assenta nos eixos da liderança servidora, da construção de pontes e de uma ética do cuidado. Desta forma, a iniciativa juntou mais de 150 diretores, empenhados em abraçar o desafio.

A proposta, lançada no âmbito do programa Escolas Ubuntu, pretende acompanhar, avaliar e consolidar o trabalho das Academias de Líderes Ubuntu nas Escolas participantes, assim como contribuir para a construção do modelo de Escola Ubuntu. Da missão faz ainda parte conseguir identificar e desenvolver novos eixos de intervenção inspirados no método Ubuntu. Os próximos passos, para os diretores interessados em fazer parte do CDEU, passam pela formação de grupos de trabalho.

Ao longo do ano, foram realizadas várias Formações Teórico-Conceptuais no âmbito do programa Escolas Ubuntu,  que formaram educadores e professores, para estarem aptos a implementar o projeto da Academia de Líderes Ubuntu nos seus estabelecimentos de ensino. 

Do leque de formações fez ainda parte uma Formação para Assistentes Operacionais, enquadrada no projeto DLBC Lisboa, em escolas onde está a ser aplicado o programa da Academia de Líderes Ubuntu Júnior. O objetivo é contribuir para o seu desenvolvimento pessoal e para os envolver no reforço dos pilares Ubuntu junto das crianças. Durante esta iniciativa, e nos dias em que não tiveram formação, os participantes foram convidados a realizar desafios com os Ubuntus Júniores da sua escola. O último dia da formação, serviu para os formandos partilharem o balanço desta experiência.

As semanas nas escolas Ubuntu continuaram a percorrer o país de norte a sul. Foram organizadas 310 semanas ao longo do ano, onde participaram 7473 alunos e 1524 educadores. Pelo Ubuntu Júnior, em 15 semanas realizadas, passaram 313 alunos e 23 educadores. 

A partir da celebração de efemérides e do desenvolvimento de iniciativas que vão ao encontro das necessidades e planos educativos de cada escola, a Academia voltou a desafiar os Clubes Ubuntu com alguns recursos de trabalho. Os clubes celebraram o Dia Mundial de Combate ao Bullying e em novembro foi lançado o Mês da Tolerância para os Clubes Ubuntu. O objetivo? Promover a cidadania ativa, responsável e comprometida.  A celebração destas datas estão alinhadas com dois dos objetivos específicos do programa Escolas Ubuntu:

1) contribuir para a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania (disponível aqui), concretamente nos domínios de Direitos Humanos (civis e políticos, económicos, sociais e culturais e de solidariedade); Igualdade de Género; Interculturalidade (diversidade cultural e religiosa); Desenvolvimento Sustentável; Instituições e participação democrática; Empreendedorismo (na sua vertente social); Segurança, Defesa e Paz; e Voluntariado.

2) contribuir para o Plano de Prevenção e Combate ao Bullying e ao Ciberbullying (ver mais aqui), reforçando, através do desenvolvimento dos eixos transversais da Liderança servidora, da Ética do Cuidado e da Construção de Pontes.

As atividades foram sendo registadas e partilhadas nas redes sociais com o #clubesubuntu!

 


Imprimir  

IPAV

O IPAV - INSTITUTO PADRE ANTÓNIO VIEIRA é uma associação cívica sem fins lucrativos, reconhecida como organização de utilidade pública (IPSS) e Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), que tem por missão a promoção da dignidade humana, estando, em Portugal e no mundo, entre os líderes em inovação social, para a promoção da dignidade humana, através da especialização na dinamização da cultura colaborativa e na promoção da “unidade na diversidade”.

Contactos

Para mais informações sobre o IPAV e os seus projetos, pode contactar-nos pelos seguintes meios:

secretariado (@) ipav.pt

Lisboa:
  +351 21 585 53 09
Rua Marciano Henriques da Silva, 32B
  1600-878 Lisboa

Porto:
+351 22 332 21 30
Pr. Francisco Sá Carneiro, 271 Galerias
  4200-314 Porto